sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Ele pode voltar... Mas como dono! Kevin Garnett revela desejo de comprar o Wolves

O ídolo pode estar voltando para sua casa!

Uma notícia acaba de pegar todos os torcedores do Minnesota Timberwolves de surpresa. O maior ídolo da franquia, o ala-pivô Kevin Garnett, revelou ao repórter Marc J. Spears do Yahoo Sports, que tem interesse em comprar o equipe e com isso, se tornar dono da franquia.

"Eu quero comprar o Timberwolves. Colocar um grupo unido e algum dia tentar comprar a equipe. É isso que eu quero," disse Garnett após a derrota do Brooklyn Nets para o Golden State Warriors na noite passada.

O Minnesota Timberwolves draftou Garnett na quinta escolha do Draft de 1995. O jogador, que participou do All-Star Game 15 vezes, atuou em Minnesota por 12 temporadas e é, até hoje, considerado maior ídolo da história da franquia. O ala-pivô levou a equipe aos playoffs por oito temporadas consecutivas e desde sua saída, o Wolves nunca mais conseguiu chegar a pós temporada.

Segundo pesquisa feita pela revista Forbes em janeiro, o Minnesota Timberwolves está avaliado em US$430 milhões de dólares. O próximo contrato de TV da equipe promete ser bastante lucrativo e com isso, o preço da franquia aumentaria. Kevin Garnett foi MVP da temporada regular em 2004 e, em sua carreira em Minneapolis, acumulou médias de 20.5 pontos e 11.4 rebotes. Em sua carreira na NBA, ele colocou nada mais, nada menos que US$315 milhões no bolso e ainda nesta temporada no Nets, receberá mais US$12 milhões. O "Big Ticket" também acumula milhões em investimentos, ações, etc.

O General Manager do Nets, Billy King, disse que não ficaria surpreso se Garnett comprasse o Wolves.

"Ele seria um dos melhores proprietários da NBA, porque ele entende do que os jogadores precisam e ele entende do que é preciso para ser bem sucessido na liga," disse King ao Yahoo Sports. No dia 12 de maio deste ano, o dono do Minnesota Timberwolves, Glen Taylor, revelou que gostaria de contar com um sócio minoritário. Além disso, Taylor também disse que não tem o menor interesse de tirar a franquia de Minnesota.

Para Garnett, tudo isso é sobre sua história na franquia.

"Isso é uma das coisas do meu interesse. Tenho laços lá. Flip está lá," revelou o jogador. Porém, os fãs de Minnesota vão ter que esperar, porque o jogador de 38 anos ainda não está pronto para se aposentar. Jogando cerca de 23 minutos nesta temporada, o ala-pivô acumula médias de 8.0 pontos e 8.0 rebotes por jogo como titular do Nets, e ele disse que uma das suas maiores alegrias é ser o mentor de jovens jogadores.

"Há tantas coisas que eu vejo que posso oferecer para os jogadores mais jovens", disse Garnett. "Eu sou capaz de mostrar-lhes coisas. Ajudar em seus jogos. Para ver o progresso é enorme." finalizou.

Fãs do Wolves, vocês gostariam de ter Kevin Garnett de volta a equipe? Opinem!

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Você quer ser grande?

Dwyane Wade foi diretamente conversar com Andrew Wiggins após o término da partida

Para os fãs do Minnesota Timberwolves, a derrota do último sábado para o Miami Heat foi apenas "mais uma", afinal, o time vinha desfalcado de Ricky Rubio, um dos principais jogadores da equipe. Mas para o calouro Andrew Wiggins, ela teve algo de especial. Assim que a partida chegou ao fim, o astro e três vezes campeão da NBA, Dwyane Wade, se aproximou de Wiggins e trocou algumas palavras com o jovem jogador.

O MVP das finais de 2006 havia aconselhado Wiggins a continuar trabalhando para se tornar um dos jogadores mais importantes da liga. O próprio jogador revelou em sua entrevista pós jogo a conversa com o ala-armador do Heat.

"Ele me perguntou se eu queria ser grande. Eu disse que sim. Ele me disse que eu tenho todas as ferramentas para ser grande, é só continuar trabalhando..." disse Wiggins. Em seguida, o ala revelou que Wade era um de seus ídolos e que considera um dos maiores jogadores da liga.

"Aquelas palavras no final do jogo só me motivaram ainda mais" disse Wiggins. "Já estou pensando sobre o que ele me disse, e vou carregar isso por um bom tempo" completou. "Ele é um dos caras que eu cresci assistindo, uma das pessoas que eu idolatrava. Aquele cara ali é grande!"

Bom, vamos aos fatos. Dwyane Wade é, de fato, um dos maiores jogadores da sua geração. O veterano ala-armador do Heat tem todo o direito de aconselhar os mais jovens, principalmente Wiggins, primeira escolha do Draft deste ano que vem recebendo pressão de todos os lados. Neste início de temporada, o jovem jogador tem médias discretas (para uma primeira escolha). São apenas 9.2 pontos, 3.5 rebotes e 1.2 roubos de bola por jogo.

Wiggins ainda vai evoluir muito, ainda vai ser "o cara" de Minnesota. Mas isso requer tempo... O ala ainda é um jogador muito cru, que as vezes se esconde e acaba não chamando a responsabilidade como deveria. Porém, acredito que as palavras de Wade após aquela derrota só farão bem a jovem estrela. Após esse episódio, Dwyade Wade mostrou que não é apenas um gênio dentro das quadras, mas também um gênio fora dela.

domingo, 9 de novembro de 2014

Jogos da semana, parte I

Wolves vai ter que se virar sem Rubio. O espanhol para por até oito semanas

Vindo de duas derrotas seguidas, uma delas traumática por conta da lesão de Ricky Rubio, o Minnesota Timberwolves jogará três vezes na semana que está por vir. Três jogos bastante complicados e contra rivais do Oeste. Na quarta-feira, a equipe encara o Houston Rockets, na sexta o New Orleans Pelicans e fecha a semana contra o Dallas Mavericks, no sábado.

Minnesota Timberwolves x Houston Rockets

Data: 12/11/2014 - Quarta-feira
Horário: 1h, horário de Brasília
Local: Mexico City Arena, Mexico City, Mexico

Sem Ricky Rubio, o Wolves tem uma parada duríssima na próxima quarta-feira. A equipe enfrenta James Harden e cia na Cidade do México. Local que não traz boas lembranças ao Wolves. Ano passado o time enfrentaria o San Antonio Spurs no México, porém, devido ao incêndio no ginásio, a partida foi cancelada e remarcada meses depois, mas dessa vez em Minnesota.

Previsão: Derrota acompanhada de estupro.


Minnesota Timberwolves x New Orleans Pelicans

Alguém consegue parar Anthony Davis?
Data: 14/11/2014 - Sexta-feira
Horário: 23h, horário de Brasília
Local: Smoothie King Center, New Orleans, LA

No segundo jogo da semana, o Minnesota Timberwolves viaja até Nova Orleans para encarar o Pelicans, da, talvez, maior sensação da temporada até aqui: Anthony Davis.

O ala-pivô melhora a cada jogo. A cada rebote. A cada toco. Nesta temporada, Davis acumula médias assustadoras. São 24.4 pontos, 12.8 rebotes, 2.2 roubos de bola e incríveis 4.4 tocos por partida.

Thaddeus Young, ala-pivô do Wolves terá muito trabalho para parar Davis. O jovem jogador vem sendo um dos destaques da temporada até aqui. Bom, boa sorte Young!

Previsão: Derrota com show de Davis.


Minnesota Timberwolves x Dallas Mavericks

Data: 15/11/2014 - Sábado
Horário: 23h30, horário de Brasília
Local: American Airlines Center, Dallas, TX

Fechando a semana, mais um jogo fora de casa. Desta vez, o Wolves viaja até Dallas para enfrentar o Mavericks. Ainda sem seu armador titular, Ricky Rubio, que só deve voltar as quadras, no máximo, em oito semanas, o Wolves deverá ser presa fácil para Dirk Nowitzki e companhia. A nossa esperança é que Zach LaVine e Andrew Wiggins operem um verdadeiro milagre.

Previsão: Derrota no fim. Típica da equipe.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Com atenções voltadas para os novatos, Wolves enfrenta o Magic buscando segunda vitória seguida

Wiggins, Gordon e Payton se enfrentam pela primeira vez na temporada

Após excelente vitória na última quarta-feira diante do Brooklyn Nets, o Minnesota Timberwolves viaja até Orlando para enfrentar o Magic nesta sexta-feira. O jogo de hoje será marcado pelo duelo dos rookies Andrew Wiggins, do Wolves e Aaron Gordon e Elfrid Payton, representando o Orlando Magic. Todos os três foram escolhas de primeira rodada do Draft desse ano, criando enorme expectativa sobre o futuro dos mesmos.

Para o jogo de logo mais, o Minnesota Timberwolves tem um reforço, digamos, carismático. O pivô Ronny Turiaf, um dos jogadores mais queridos pela torcida, está de volta a equipe. O jogador treinou normalmente nesta quinta-feira e tem presença confirmada no banco de reservas. Já pelo lado do Magic, nenhuma novidade. A estrela do time, Victor Oladipo segue fora por conta de lesão. Outra baixa na equipe de Orlando é Kyle O’Quinn, que com uma entorse no tornozelo também está fora.

Além do confronto entre os novatos, outro confronto que chama atenção no duelo é o dos pivôs. Ambos de Montenegro, Nikola Pekovic e Nikola Vucevic, que são amigos fora das quadras, farão um duelo muito interessante no garrafão. O primeiro, um dos mais experientes do Wolves, já acumula médias de 13.8 pontos e 8.3 rebotes. Já o segundo, é um dos principais (senão o principal) nome do Magic até aqui. Com médias de 17.8 pontos e 13.0 rebotes, líder da liga no quesito, o confronto entre eles promete ser agitado esta noite.

A bola sobe a partir das 22h, horário de Brasília. Para os fãs das equipes que não possuem conta no League Pass e quiserem assistir ao jogo, acessem o firstrows.eu

Prováveis escalações

Minnesota Timberwolves

C: Nikola Pekovic
PF: Thaddeus Young
SF: Andrew Wiggins
SG: Kevin Martin
PG: Ricky Rubio

Orlando Magic

C: Nikola Vucevic
PF: Channing Frye
SF: Tobias Harris
SG: Evan Fournier
PG: Elfrid Payton

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Em grande noite de Wiggins e Rubio, Wolves vence o Nets em Nova Iorque

Com 17 pontos e grande atuação, Wiggins foi um dos principais destaques do Wolves

O Minnesota Timberwolves foi até Nova Iorque e surpreendeu o Brooklyn Nets e venceu a partida por 98 a 91. O calouro Andrew Wiggins foi um dos destaques da noite anotando 17 pontos, além de 4 rebotes. O jogo estava equilibrado até o minuto final do duelo, quando o Wolves anotou os últimos nove pontos da partida e confirmou sua vitória. Kevin Martin (26 pontos) e Ricky Rubio (14 pontos, 8 rebotes e 12 assistências) também se destacaram e foram importantes em momentos decisivos. OBS: Todo o quinteto inicial da equipe terminou a partida com 10 ou mais pontos. 

O confronto, em seu todo, foi bastante equilibrado. Nenhuma das equipes conseguiu uma larga vantagem no marcador. Com Wiggins inspirado no primeiro tempo de jogo, o Wolves conseguiu ir para o intervalo perdendo por apenas um ponto: 48 a 47. No terceiro período, Kevin Martin liderou a equipe de Minnesota e que com isso, foram para o quarto final com uma vantagem razoável.

Porém, no último período, o Nets começou avassalador, fazendo com que a vantagem construída no terceiro período, sumisse em poucos minutos. Com o fim da partida se aproximando, o Wolves encostou novamente no placar, deixando o jogo empatado em 91. Depois disso, só deu Minnesota Timberwolves no marcador. A equipe anotou nove pontos seguidos e garantiu sua segunda vitória em quatro jogos nesta temporada.

Sobre o pós jogo, acho que a reação de Ricky Rubio após Nikola Pekovic dizer que o time tem que esquecer a vitória da noite passada minutos depois do triunfo descreve bem o sentimento de todos. Confira no vídeo abaixo!

video

OS DESTAQUES

Kevin Martin: 26 pontos, 7 rebotes e 3 assistências
Andrew Wiggins: 17 pontos (FG: 7/12) e 4 rebotes
Ricky Rubio: 14 pontos, 8 rebotes, 12 assistências e dois roubos de bola
Nikola Pekovic: 16 pontos e 11 rebotes
Thaddeus Young: 10 pontos, 11 rebotes e três roubos de bola